Chinesa CNR iniciará exportação de locomotivas para o Brasil em 2008

19 July 2006

São Paulo, Brasil, 19 Jul – A estatal China Northern Railway (CNR) assinou um acordo com a brasileira Engenharia e Investimentos Ferroviários (EIF) para iniciar a exportação de locomotivas para o Brasil, a partir de 2008, foi terça-feira divulgado em São Paulo.

O acordo entre as duas empresas inclui ainda a realização de estudos de viabilidade económica para efectuar a montagem de locomotivas no Brasil, a partir de 2010, com a importação de peças chinesas.

Actualmente, as duas empresas mantêm um acordo para manutenção, aluguer e financimento de locomotivas.

China e Estados Unidos são os únicos países que produzem locomotivas e as empresas brasileiras que operam os caminhos de ferros importam maioritariamente unidades norte-americanas em segunda mão.

O director da EIF, João Gemma, disse que o custo final de uma locomotiva chinesa para as operadoras de caminhos de ferro será cerca de um terço menor em relação às norte-americanas.

Actualmente, três grandes empresas operam caminhos de ferro no Brasil, a saber a Companhia Vale do Rio Doce, a ALL e a Ferrovia Centro Atlântica (FCA).

A América Latina Logística (ALL) é a maior empresa de caminhos de ferro da América do Sul, com 20.495 quilómetros de rede ferroviária, no Brasil e também na Argentina.

A empresa detém caminhos de ferro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, com uma frota total de 960 locomotivas e 27 mil vagões.

Única empresa do sector cotada na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), a ALL registou um lucro líquido de 78 milhões de dólares em 2005, um aumento de 90 por cento face a 2004. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH