Presidente do Banco Mundial elogia recuperação económica de Moçambique

20 July 2006

Maputo, Moçambique, 20 Jul – O presidente do Banco Mundial, o norte-americano Paul Wolfowitz, elogiou na terça-feira a recuperação económica em Moçambique, considerando-a um exemplo das “oportunidades” que disse existirem no continente africano.

Na cimeira Leon H. Sullivan, que decorre esta semana em Abuja, Nigéria, Wolfowitz referiu-se a Moçambique como um país fustigado pela fome e pela guerra civil, que conseguiu revitalizar a economia, constituindo um exemplo para outros países africanos.

O presidente do Banco Mundial afirmou ter ficado “impressionado” com o crescimento de 4 por cento ao ano, todos os anos na última década, alcançado por um conjunto de 15 países africanos, entre os quais Moçambique.

A Cimeira Leon H. Sullivan reúne líderes e empresários mundiais, sobretudo africanos e afro-americanos, com o objectivo de promover África como um continente de oportunidades.

Recentemente, o Banco Mundial anunciou o perdão de cerca de 1,015 mil milhões de euros da dívida de Moçambique, ao abrigo da Iniciativa do Alívio da Dívida Multilateral (MDRI, na sigla em inglês).

Esta decisão eleva o cancelamento da dívida de Moçambique pelo Banco Mundial a cerca de 2,031 mil milhões de euros, no âmbito da referida iniciativa.

A inclusão de Moçambique no grupo dos países beneficiados pelo alívio da dívida promovida pelo Banco Mundial deve-se ao seu “desempenho macroeconómico satisfatório, progressos na implementação da Estratégia para a Redução da Pobreza e existência de um mecanismo de gestão da despesa pública com padrões mínimos de transparência”, segundo justificou a instituição. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH