Vendas da cimenteira do Lobito aumentaram 61 por cento em 2005

21 July 2006

Luanda, Angola, 21 Jul – As vendas da cimenteira do Lobito, a Tecnosecil, aumentaram 61 por cento no ano passado, para 13,4 milhões de euros, devido ao crescimento do mercado, proporcionado pelas obras de reconstrução em curso em Angola.

As vendas em volume cresceram 45 por cento, para 107 mil toneladas, quantidade que é mais do dobro do registado em 2003, 43 mil toneladas, apurou o Macauhub junto da empresa, contolada pelo grupo cimenteiro português Secil.

O resultado EBITDA (antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) cifrou-se em 1,94 milhões de euros, mais sete por cento do que no ano anterior.

De acordo com a mesma fonte, o investimento (Capex) ficou-se pelos 1,6 milhões de euros, metade do registado no ano anterior, mas deverá cresce fortemente nos próximos anos, graças aos projectos lançados em 2005.

Entre 2003 e o ano passado, os investimentos realizados, que foram suportados pela Secil, superaram os 10 milhões de euros.

A cimenteira prevê alcançar até 2009 uma produção anual de 250 mil toneladas de cimento, mais do dobro da actual, e vai instalar ainda uma nova linha de produção de clínquer, que permitirá diminuir o nível de importação de matéria-prima, num investimento estimado em 80 milhões de dólares.

Em Novembro do ano passado, a Secil estabeleceu uma parceria e um acordo de gestão com o Estado angolano, que prevê que a empresa portuguesa fique com 51 por cento do capital e o restante detido pela empresa pública Encime.

Em Cabo Verde, segundo a mesma fonte, o desempenho operacional foi bastante desfavorável no ano passado, tendo penalizado os resultados do grupo Secil em 114 mil euros.

As vendas da Inertes de Cabo Verde (ICV) recuaram 17 por cento em volume, para 87 mil toneladas, e 22 por cento em valor, ficando-se pelos 1,04 milhões de euros, porque “o principal cliente reduziu bastante as suas compras”, adiantou.

No ano passado, a Secil aumentou para 65 por cento a sua participação na Intertrade, empresa sócia da ICV, com 25 por cento do capital. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH