Moçambique vai duplicar capacidade de armazenagem de gás butano

25 July 2006

Maputo, Moçambique, 25 Jul – A Petromoc, petrolífera pública moçambicana, vai duplicar a capacidade de armazenagem de gás butano no Sul do país, para dar resposta a situações de escassez do combustível, como a actualmente vivida.

Salvador Namburete, ministro moçambicano da Energia, revelou que o objectivo é atingir uma capacidade de armazenagem aproximada equivalente a entre 35 e 45 dias de consumo.

Actualmente, a capacidade dos reservatórios da Matola situa-se entre os 15 e 20 dias, um total de 700 toneladas de butano, com o consumo médio diário a rondar as 40 toneladas.

De acordo com o jornal moçambicano Notícias, um grupo de trabalho da Petromoc foi já constituído para preparar a expansão do reservatório da Matola.

Esta medida é uma de várias que já foram anunciadas pelo governo moçambicano, para enfrentar o problema de abastecimento sentido actualmente no país.

A principal, anunciada no final da semana passada, foi o lançamento de um concurso internacional para a contratação de fornecedores internacionais de gás.

O concurso tem carácter de urgência, devendo os novos fornecedores ser escolhidos no prazo de um mês, de acordo com o Ministério da Energia.

O actual fornecedor, a sul-africana Engen, que ganhou o último concurso internacional, não assegura o abastecimento do mercado desde Maio.

Paralelamente, a Petromoc vai avançar com a construção de uma destilaria de gás natural de Pande e Temane, projecto de cinco milhões de dólares que deverá estar concluído até final de 2007, segundo a empresa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH