Cimenteira portuguesa Cimpor dá prioridade a aquisições na China

1 August 2006

Lisboa, Portugal, 01 Ago – A cimenteira portuguesa Cimpor está a estudar aquisições de unidades industriais na China, mercado que considera prioritário para a sua expansão internacional, devido ao crescimento que regista.

Fonte da empresa adiantou ao Diário Económico que a abordagem ao mercado chinês será feita preferencialmente pela aquisição de participações que permitam o controlo de unidades industriais, em vez de através de alianças com parceiros locais.

A cimenteira estuda ainda outros mercados, como a Índia e Estados Unidos, mas “a haver aquisições da Cimpor, é mais provável que ocorram na China do que em qualquer outra parte do Mundo”, adiantou a mesma fonte.

O mercado chinês é considerado pelos analistas como um dos com maior potencial de crescimento nos próximos anos e é também dos mais pulverizados.

Recentemente, um estudo do Financial Times concluía que os 50 maiores fabricantes chineses eram responsáveis por menos de um quarto da produção do país.

Nos últimos anos, quase todos os maiores fabricantes mundiais de materiais de construção se posicionaram neste mercado, nomeadamente a Holcim, a Lafarge e a Heidelberg.

A Cimpor é actualmente um dos dez maiores fabricantes mundiais de cimento, com presença em Moçambique, África do Sul, Brasil e Cabo Verde, entre outros países.

Recentemente, abandonou o mercado angolano, depois de ter entrado em ruptura com o Estado angolano na Nova Cimangola, maior fabricante de cimento do país. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH