Exportações de Macau crescem mais do que as importações no primeiro semestre

2 August 2006

Macau, China, 02 Ago – As exportações de Macau cresceram 40 por cento no primeiro semestre e as importações apenas 29,4 por cento pelo que a taxa de cobertura das importações pelas exportações subiu 4,5 pontos percentuais para 59,5 por cento.

De acordo com dados hoje divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), Macau exportou no primeiro semestre bens no valor de 10,34 mil milhões de patacas, um acréscimo homólogo de 40 por cento, com o sector têxtil a deter um peso de 74,9 por cento do total.

Por mercados de destino, as exportações de Macau continuaram a concentrar-se em dois mercados – Estados Unidos da América e União Europeia – que, em conjunto, absorveram 66,9 por cento, com os EUA a adquirirem 48,2 por cento do total exportado.

Mas as exportações para a União Europeia, que absorveu 18,7 por cento das vendas de Macau ao exterior, cresceram 136,7 por cento em valor comparativamente com igual período de 2005.

As importações atingiram 17,38 mil milhões de patacas, um acréscimo homólogo de 29,4 por cento, o que gerou um saldo comercial negativo de 7,04 mil milhões de patacas.

Nos primeiros seis meses de 2006, as aquisições de Macau continuaram a concentrar-se na Ásia, tendo a China Continental e Hong Kong contribuído no seu conjunto com 55,1 por cento do total das importações e registando evoluções positivas de 42,9 por cento e 33,5 por cento em valor, respectivamente, em relação ao mesmo período de 2005.

Em Junho, Macau vendeu ao exterior bens no valor de 2,08 mil milhões de patacas, mais 42,6 por cento do que em Junho de 2005, e importou 3,30 mil milhões de patacas de produtos gerando um saldo comercial neagtivo de 1,22 mil milhões de patacas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH