Angola representa 70 por cento das exportações da portuguesa Central de Cervejas

9 August 2006

Lisboa, Portugal, 09 Ago – Angola é o melhor mercado exterior da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC), representando, em volume, 70 por cento das exportações da empresa, afirmou terça-feira em Lisboa o responsável por esta área, Nuno Pinto de Magalhães.

“Angola é o melhor mercado lá fora”, disse o responsável, à margem da apresentação dos resultados semestrais da SCC, acrescentando, no entanto, que o mercado angolano é também aquele que tem a menor rendibilidade.

“Todos os mercados de exportação contribuíram para o crescimento do grupo, mas Angola registou um crescimento superior a 100 por cento”, sublinhou, destacando o acordo feito com a angolana Refriango que possibilitou a distribuição dos produtos Sagres naquele país, em concreto da Sagres Bohemia.

De acordo com os dados hoje divulgados pela SCC, os mercados externos voltaram a ter um papel decisivo nos resultados dos segmentos de cerveja e água, representando cerca de 15 por cento das vendas totais da empresa.

A exportação de cervejas cresceu 72 por cento relativamente ao primeiro semestre de 2005, para 31 milhões de litros, enquanto a de águas aumentou 69,5 por cento, para 8,5 milhões de litros.

Dos mais de 40 países onde a SCC marca presença, os mais representativos em termos de vendas são Angola, Cabo Verde, Suíça, França, Inglaterra, Estados Unidos, Alemanha e Canadá. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH