Electra regulariza fornecimento de energia à capital cabo-verdiana

10 August 2006

Cidade da Praia, Cabo Verde, 10 Ago – O fornecimento de energia à cidade da Praia, capital cabo-verdiana, deverá ser regularizado no próximo fim-de-semana, ao fim de seis meses de “apagões”, noticia a imprensa local.

O diário Liberal informa que o problema, que obrigou à intervenção directa dos governos de Cabo Verde e Portugal, país originário dos accionistas maioritários da Electra, será resolvido até ao próximo fim-de-semana, com a instalação de sete novos geradores na central da Gamboa, arredores da capital.

Os geradores chegaram à cidade da Praia na segunda-feira, provenientes de Lisboa, e deverão assegurar uma produção de electricidade suficiente para o actual nível de consumo e ainda para o crescimento esperado até ao próximo ano.

Os equipamentos são alugados por um período de um ano, sendo então substituídos, numa altura em que a Electra deverá já ter uma nova estrutura accionista.

Relatos da imprensa local indicam que prosseguem, contudo, situações de interrupção do fornecimento de energia noutros pontos do arquipélago.

No âmbito do recente acordo entre Portugal e Cabo Verde, o consórcio português EDP/AdP, em ruptura com as autoridades cabo-verdianas, vai reduzir a sua participação de 51 por cento na Electra, concessionária da energia e água do arquipélago.

O governo cabo-verdiano tem intervenções de “urgência” em curso, que incluem reparações e aquisição de potência suplementar, que deverão permitir cobrir as actuais necessidades de consumo, estimadas em 17,3 megawatts, e ainda assegurar uma capacidade de reserva de 5-6 megawatts.

O primeiro-ministro, José Maria Neves, anunciou recentemente no Parlamento que o governo vai investir 28 milhões de dólares no reforço do abastecimento de energia à capital do arquipélago, com o objectivo de, a médio prazo, aumentar a capacidade de geração em perto de 32 megawatts. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH