Embraer e OGMA assinam acordo para avaliar “futuras oportunidades”

11 August 2006

São José dos Campos, São Paulo, 11 Ago – A OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal e o Estado português assinaram quinta-feira, em São Paulo, um acordo de “cooperação industrial” com a Embraer, que se compromete a avaliar “futuras oportunidades” para a empresa portuguesa se tornar parceira no fabrico de material aeronáutico.

De acordo com o protocolo, o fabricante aeronáutico brasileiro Embraer irá realizar estudos para cooperar com a OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, “no sentido de desenvolver a sua capacidade para projectar e fabricar estruturas de aeronaves para o mercado global”

A OGMA, por seu lado, compromete-se “a fazer migrar para a indústria aeronáutica nacional uma parcela dos trabalhos a realizar”, potenciando, assim, “o desenvolvimento do ‘cluster’ aeronáutico português”.

A Embraer é já, em consórcio com a EADS (European Aeronautic Defence and Space Company), o maior accionista da OGMA, detendo ambos 65 por cento do capital daquela empresa portuguesa, instalada em Alverca, arredores de Lisboa.

A Embraer emprega actualmente 15 mil pessoas nas suas 15 fábricas brasileiras.

A empresa aeronáutica emprega ainda mais 2.500 pessoas nas suas unidades industriais na Ásia (três), Europa (França e Portugal) e Estados Unidos da América (duas).

Em 36 anos, a Embraer já produziu cerca de 3.900 aviões, que hoje operam em 65 países, e de Janeiro a Abril deste ano, exportou cerca de 18 milhões de euros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH