Motorola elege Brasil e China como pólos de produção e aumenta capacidade da fábrica brasileira em 40 por cento

23 August 2006

São Paulo, Brasil, 23 Ago – A empresa norte-americana Motorola elegeu o Brasil e a China como pólos de produção para abastecer boa parte da procura mundial de telemóveis e aumentar a sua competitividade, afirmou terça-feira em São Paulo o presidente mundial da empresa, Edward Zander, em encontro com a imprensa brasileira.

A fábrica brasileira, localizada em Jaguariúna, São Paulo, completou 10 anos este mês e nesse período a Motorola investiu nela 500 milhões de dólares além de mais 227 milhões em pesquisa e desenvolvimento.

Este ano, a empresa pretende aumentar a capacidade produtiva da fábrica em 40 por cento tendo por objectivo duplicar as exportações que em 2005 atingiram um valor de 1,06 mil milhões de dólares.

Até Julho, a sucursal brasileira da Motorola já vendeu mais de 700 milhões de dólares em telefones móveis e Edward Zander, citando dados da Agência Nacional de Telecomunicações dando conta de uma penetração de 49 aparelhos por cada 100 habitantes, disse que ainda há muitas oportunidades de crescimento no Brasil.

Além disso, Zander salientou que “não é uma situação eventual de câmbio que vai mudar a estratégia da companhia”, que fez da fábrica em Jaguariúna um pólo de exportação, especialmente para os países da América Latina. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH