Governo de Moçambique poderá autorizar terceiro operador móvel

4 September 2006

Maputo, Moçambique, 04 Set – O governo de Moçambique poderá autorizar um terceiro operador de telefonia móvel, afirmou na semana passada o ministro dos Transportes e Comunicações António Munguambe, de acordo com a edição de hoje do jornal Notícias, de Maputo.

Actualmente existem dois operadores de telefonia móvel, a estatal Mcel e a sul-africana Vodacom.

Munguambe, que não revelou o nome nem a data para a entrada em funcionamento do novo operador, disse que “tudo depende dos estudos de viabilidade económica que irão ser efectuados a curto prazo a fim de se perceber a realidade do mercado moçambicano”.

Afirmando que o novo operador quer mesmo entrar no mercado moçambicano, o ministro disse que uma decisão favorável do governo à entrada de uma nova empresa de telefonia móvel depende, em última análise dos estudos governamentais de viabilidade económica.

“Pretendemos saber se existe espaço para mais um operador móvel”, afirmou o ministro, que acrescentou ser igualmente necessário actualizar a legislação para o sector.

De acordo com dados do Banco Mundial, Moçambique dispõe de 27 subscritores de telefonia fixa e móvel por 1000 habitantes, menos de metade da média de 64 da África sub-saariana.

A Vodacom Mozambique, controlada pelo grupo de Joanesburgo Vodacom Group Ldt, tem cerca de 490 mil subscritores. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH