Governo angolano aprovou novo modelo de compra e venda de diamantes

7 September 2006

Luanda, Angola, 07 Set – O governo angolano aprovou quarta-feira um novo modelo de compra e venda de diamantes e o plano de comercialização para clientes preferenciais, no âmbito da nova política do sector que foi aprovada em Maio.

O modelo aprovado pela Comissão Permanente do Conselho de Ministros tem como objectivo dotar o executivo de um instrumento jurídico que permita regular a celebração de contratos pela Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam), empresa responsável pela compra e venda dos diamantes angolanos.

Este novo modelo surge na sequência da nova política de comercialização de diamantes, aprovada no início de Maio, que determina que a compra e venda de diamantes em Luanda seja feita através das salas de compra e venda da Sodiam e que a venda de diamantes no exterior se proceda através dos Sodiam Trading Centers.

A nova política de comercialização de diamantes foi aprovada pelo governo cerca de seis meses depois de ter sido inaugurada a primeira fábrica de lapidação em Angola, que permite que Angola deixe de exportar apenas diamantes em bruto e passe a vender ao exterior pedras já lapidadas.

As estimativas oficiais revelam que, por cada nove milhões de dólares de diamantes em bruto exportados por Angola, os compradores estrangeiros, depois de lapidarem as pedras, vendem-nas por 56 milhões de dólares.

A produção de diamantes em Angola ultrapassou seis milhões de quilates em 2005, estimando a Empresa Nacional de Diamantes de Angola (Endiama) que atinja 10 milhões de quilates no final deste ano e suba para 19 milhões em 2009.

Angola é actualmente o sexto maior produtor mundial de diamantes, mas, devido à qualidade das suas pedras preciosas, é o quarto país em receitas arrecadadas com a produção diamantífera. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH