TACV vai investir 10 milhões de euros em 10 anos na modernização dos sistemas de distribuição

7 September 2006

Lisboa, Portugal, 07 Set – O director de planeamento e tecnologias de informação da companhia aérea de Cabo Verde (TACV), António Borges, revelou à agência PressTur que a empresa pretende investir 10 milhões de euros nos próximos 10 anos na modernização dos sistemas de distribuição.

De acordo com este plano estratégico, a empresa cabo-verdiana pretende lançar, até final deste ano, o serviço de e-ticketing (bilhete electrónico).

Além do bilhete electrónico, o projecto, de acordo com António Borges, “engloba o programa de gestão de reservas, o programa de passageiro frequente e o sistema de reserva de bilhetes via Internet”.

O bilhete electrónico será adoptado inicialmente na operação em Portugal, pelo que os primeiros a beneficiar deste serviço serão os voos Lisboa-Praia e Lisboa-Sal, disse o responsável à agência de notícias de turismo e viagens.

Depois de Portugal, o bilhete electrónico estender-se-á ao mercado cabo-verdiano e depois aos Estados Unidos e Brasil, adiantou António Borges.

Acrescentou que a remodelação do sistema de distribuição não surge como uma acção isolada, mas “engloba também a renovação da frota e a implementação de uma auditoria do sistema de segurança, feito pela IATA [associação internacional do sector], com vista à credibilização da companhia”.

Neste esforço de modernização dos sistemas de distribuição, a TACV já negociou com a Sociedade Internacional de Telecomunicações Aeronáuticas (SITA) “alguns projectos de grande envergadura”, garantiu o responsável.

O plano estratégico da TACV prevê que em 2009 o volume de passageiros da transportadora seja de um milhão, contra os actuais 650 mil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH