Modernização e ampliação do porto angolano de Cabinda custa 55 milhões de dólares

13 September 2006

Luanda, Angola, 13 Set – O porto de Cabinda vai sofrer obras de modernização e ampliação orçadas em cerca de 55 milhões de dólares, permitindo que possa receber navios de maior capacidade, revelou terça-feira Lobo do Nascimento, director daquele porto do norte de Angola.

A proposta aguarda aprovação pelo Conselho de Ministros, mas Lobo do Nascimento prevê que as obras possam começar no primeiro trimestre do próximo ano para estarem concluídas em Março de 2008.

O programa de modernização e ampliação das estruturas portuárias existentes no enclave permitirá ainda que o Porto de Cabinda passe a movimentar cargas com origem ou destino em vários países da região central de África.

“A intenção é atrair para o Porto de Cabinda os países sem acesso ao mar da região central de África, que actualmente utilizam o Porto de Ponta Negra (na República do Congo)”, afirmou Lobo do Nascimento.

O porto terá uma bacia de manobra com nove metros de profundidade, o que permitirá receber navios de maior capacidade do que actualmente, enquanto o canal de acesso terá 80 metros de largura, possibilitando a circulação simultânea de dois navios, um em cada sentido.

Lobo do Nascimento considerou que este plano de modernização e ampliação dotará o Porto de Cabinda de condições para satisfazer as necessidades locais e regionais, afastando a possibilidade de vir a ser construído no enclave um porto de águas profundas.

A construção de um porto de águas profundas é uma reivindicação antiga da classe empresarial de Cabinda, tendo o governo angolano realizado estudos para a sua concretização que apontavam para um investimento de cerca de 290 milhões de dólares.

O porto de Cabinda é o terceiro maior de Angola, prevendo movimentar este ano 250 mil toneladas de carga.

O maior porto angolano é o de Luanda, que movimentou cerca de quatro milhões de toneladas em 2005 e está actualmente a sofrer obras de modernização orçadas em 130 milhões de dólares, que deverão transforma-lo até 2010 num porto de referência no continente africano.

Na costa atlântica angolana existem ainda os portos do Namibe, no Sul do país, que é o mais pequeno, e do Lobito, que é considerado um dos mais bem equipados da costa ocidental de África e deverá assumir uma posição de destaque quando estiver concluída a reabilitação do Caminho de Ferro de Benguela. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH