Banco de Moçambique abre 5 agências no Norte do país

14 September 2006

Maputo, Moçambique, 14 Set – O Banco de Moçambique vai abrir agências em cinco cidades do Norte do país, para contribuir para o crescimento da bancarização da economia do país, revelou um administrador da instituição financeira público.

Waldemar de Sousa, administrador do banco central, adiantou em conferência de imprensa, citado pelo diário Notícias, que as novas agências serão abertas nas cidades de Pemba, Quelimane, Lichinga, Tete e Maxixe, devendo não só assegurar uma presença física do banco, como também permitir a captação de poupanças e disseminação do uso de serviços financeiros naquelas zonas do país.

Apesar de já haver um “quadro legal para facilitar a instalação e o desenvolvimento de instituições financeiras auxiliares, como de microfinanças e microbancos”, afirmou, “é preciso fazer mais” porque “os níveis de bancarização da economia são preocupantes”.

“Não basta aprovar e pôr em prática a legislação própria para atrair agentes económicos para exercerem esta actividade. Estamos conscientes de que temos que fazer mais e, por isso mesmo, nós próprios decidimos dar esse exemplo”, disse Sousa.

Além dissso, adiantou, com “agentes do banco central espalhados pelos vários cantos do país”, o Banco de Moçambique vai “aperfeiçoar o conjunto de funções que lhe estão adstritas, seja no domínio da supervisão, seja no da recolha de informação, ou mesmo no da disponibilização dessa informação em tempo útil para os agentes económicos e público em geral”.

A legislação em vigor, referiu, contribuiu para que estejam actualmentea operar em Moçambique 45 instituições de microfinanças.

De acordo com o mesmo responsável, o alargamento da presença do Banco de Moçambique deverá ainda contribuir para facilitar o processo de introdução do metical da nova família, que está em circulação simultânea com a moeda antiga até final deste ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH