Dois candidatos à participação do Montepio Geral no Banco de Desenvolvimento de Comércio

25 September 2006

Maputo, Moçambique, 25 Set – O First National Bank da África do Sul, o mais antigo banco do país, e o magnata dos casinos de Macau Stanley Ho pretendem adquirir a posição maioritária que o grupo mutualista e financeiro português Montepio Geral detém no Banco de Desenvolvimento de Comércio (BDC), de Moçambique.

Hermenegildo Gamito, presidente do Conselho de Administração do BDC, disse ao semanário Savana que o Montepio Geral, que detem 62 por cento do capital do BDC e da Moçambique Companhia de Seguros (MCS), decidiu retirar-se não só de Moçambique mas também de Cabo Verde e da Guiné-Bissau por “razões estratégicas”.

Gamito detem 18,5 por cento do banco através da sua “holding” Sociedade de Controlo de Participações Sociais (GCP) estando o restante capital nas mãos de alguns investidores moçambicanos.

De acordo com Gamito, o First National Bank está a negociar directamente com a sede do Montepio Geral em Lisboa estando uma terceira ronda de negociações marcada para Outubro.

Acrescentou que se este negócio for avante, os accionistas minoritários terão o direito de vender as suas acções ao banco sul-africano pelo mesmo preço a que o First National as comprou.

Hermenegildo Gamito, figura bem conhecida em Moçambique e também deputado pelo partido no poder, Frelimo, já garantiu entretanto que tanto o First National Bank como Stanley Ho lhe pediram para permanecer como presidente do Conselho de Administração.

Em 2005, o BDC registou lucros de 1,2 milhões de dólares, que subiram para cerca de 2 milhões de dólares nos primeiros seis meses deste ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH