Ministro chinês do Comércio defende turismo de convenções em Macau

26 September 2006

Macau, China 26 Set – Macau deve apostar no turismo de convenções, defendeu segunda-feira na Região Administrativa Especial o ministro chinês do Comércio, Bo Xilai.

Ao intervir na conferência de imprensa no final do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, Bo Xilai salientou as “excelentes condições” do território ao nível das estruturas de acolhimento e dos recursos humanos para a realização de convenções e conferências.

Presente na conferência de imprensa, o secretário para a Economia e Finanças do Governo de Macau, Francis Tam, recordou também que a economia de Macau está assente no sector do turismo e como plataforma de cooperação e de serviços sendo o fórum entre a China e os Países de Língua Portuguesa “um exemplo” dessa aposta política.

A economia de Macau está assente na exploração dos recursos turísticos, quer das diversões com o jogo a assumir o papel predominante, quer cultural com a promoção do património classificado em 2005 pela UNESCO.

Com o desenvolvimento da indústria do jogo, onde os novos operadores têm apostado na criação de várias infra-estruturas que permitem explorar a via das convenções e reuniões, o Governo de Macau, através dos Serviços de Turismo, criou um centro de promoção de convenções que aposta na parceria público/privado de potenciar as condições disponíveis no mercado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH