Consórcio internacional vai explorar fosfatos na Guiné-Bissau

27 September 2006

Bissau, Guiné-Bissau, 27 Set – Um consórcio internacional liderado pela GB Phospates Mining vai investir 105 milhões de dólares na extracção de fosfatos na região de Farim, no Norte da Guiné-Bissau, anunciou terça-feira em Bissau o ministro guineense dos Recursos Naturais.

Aristides Ocante da Silva e o presidente do consórcio, o suíço Leonce Aspelin, afirmaram em conferência de imprensa conjunta para apresentação pública do projecto que as primeiras obras começarão já em Outubro, aguardando- se o início da exploração para o terceiro trimestre de 2008.

O consórcio garante que irá cumprir todas as normas e regulamentos internacionais e respeitará “totalmente” o meio ambiente local, tendo os estudos e prospecções iniciais indicado que a região tem um potencial de 166 milhões de toneladas de fosfatos, com teor superior a 30 por cento, numa camada que pode ir até aos 30 metros de profundidade.

O estudo de viabilidade efectuado pelo consórcio, que envolve empresas da Suíça, Áustria, África do Sul, Noruega e, agora, Guiné-Bissau, concluiu que a reserva existente na Guiné-Bissau permita assegurar a exploração dos fosfatos por um período de 35 a 40 anos.

Todo o projecto permitirá desenvolver as infra-estruturas viárias e fluviais, nomeadamente a construção das pontes sobre o rio Cacheu, quer em São Vicente (70 quilómetros a Norte de Bissau), quer em Farim (130 quilómetros a Norte da capital guineense), e a utilização de embarcações para escoar o produto.

A construção do parque mineiro vai permitir igualmente desenvolver infra-estruturas sanitárias e da educação, uma vez que vão ser construídas escolas e centros de saúde na região, que se situa a pouco mais de 20 quilómetros da fronteira norte da Guiné-Bissau com o Senegal.

Paralelamente, o ministro dos Recursos Naturais guineense adiantou que em Boé estão a ser efectuados estudos para a criação de um outro parque mineiro para a exploração de bauxite, que será escoado através do porto de águas profundas a construir em Buba (220 quilómetros a Sul de Bissau). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH