Défice comercial da China com o Brasil é o menor dos últimos 4 anos

5 October 2006

São Paulo, Brasil, 04 Out – O défice comercial da China com o Brasil, que foi de 803 milhões de dólares nos primeiros nove meses de 2006, é o menor desde 2002, de acordo com dados do Ministério do Comércio Exterior do Brasil.

Entre Janeiro e Setembro de 2002, a diferença entre as exportações brasileiras para a China e as compras chinesas de produtos “made in Brazil” ficou favorável ao Brasil em 672,9 milhões de dólares. Esse valor se multiplicou por três e atingiu o pico no mesmo período do ano seguinte, quando começou uma curva descendente.

Nos primeiros nove meses de 2003, o défice chinês na relação comercial com o Brasil foi a 1912 milhões de dólares. Em igual período de 2004, a diferença reduziu-se para 1785 milhões.

Ao fim dos três primeiros trimestres do ano passado, o saldo alcançado pelo Brasil na relação comercial com a China diminuiu novamente, fixando-se em 920 milhões de dólares.

No acumulado de 2006 até Setembro, esse valor caiu mais uma vez, para 803 milhões de dólares, com as vendas brasileiras para a China somando 6416 milhões e as exportações chinesas para o Brasil totalizando 5613 milhões de dólares.

Entre os primeiros nove meses de 2002 e o mesmo período de 2006, as exportações do Brasil para a China passaram de 1796 milhões de dólares para 6416 milhões de dólares, uma alta de 257 por cento.

Já as vendas de produtos chineses para o mercado brasileiro avançaram em velocidade mais significativa: 399 por cento, passando de 1123 milhões de dólares para 5613 milhões, de acordo com o Ministério do Comércio Exterior do Brasil. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH