Empresários russos em Moçambique para contactos exploratórios

9 October 2006

Maputo, Moçambique, 09 Out – A vinda a Moçambique de uma delegação de empresários russos visou efectuar contactos perspectivando uma cooperação futura, afirmou sexta-feira em Maputo o presidente da Câmara de Comércio de Moçambique, Jacinto Veloso.

Veloso disse ainda que a presença dos homens de negócios russos em Moçambique era um sinal do entendimento dos empresários dos dois países sobre a necessidade de se aumentar a cooperação, de modo a inverter-se a realidade actual.

Moçambique foi um dos parceiros políticos privilegiados da extinta União Soviética, na África Austral, durante o tempo de vigência da guerra fria, mas actualmente, as relações comerciais entre oos dois países são insignificantes.

Questionado por jornalistas moçambicanos sobre que vantagens a presença da missão russa poderia trazer para Moçambique, Jacinto Veloso disse que “neste momento o único ganho é realizar contactos e perspectivar uma cooperação futura porque ainda não se concretizou nada, é um primeiro contacto”.

“O interesse dos russos é vender equipamento. Alguns têm interesse em investir, sobretudo na área de prospecção de hidrocarbonetos, gás, pretróleo e área mineira, mas essencialmente, são industriais que procuram mercados para os seus produtos”, disse.

Sergey Gavrikov, chefe da delegação empresarial russa disse que “a missão se realiza num momento em que tanto em Moçambique como na Rússia se vive um ambiente político positivo que favorece o fortalecimento das relações comerciais e o estabelecimento de parcerias”.

De referir que faziam parte da missão empresas russas de dimensão considerável como a SAF Companhia Petrolífera “Nobel Oil” e a PKNM – Companhia da Engenharia Mecânica Petrolífera de Perm, que produz o equipamento para a exploração petrolífera. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH