Estados Unidos vão doar sistema de radar a São Tomé e Príncipe

9 October 2006

Washington, Estados Unidos da América, 09 Out – Os Estados Unidos da América confirmaram quinta-feira que vão doar a São Tomé e Príncipe um sofisticado sistema de radar e controlo para monitorizar as actividades nas suas águas territoriais e “áreas vizinhas”.

O “Sistema de Conhecimento de Domínio Marítimo” a ser instalado em São Tomé está avaliado em 18 milhões de dólares e, segundo entidades da Marinha norte-americana, envolve radares, antenas e binóculos infra-vermelhos de alta potência.

Entidades militares disseram que o sistema vai levar dois anos a construir e que técnicos norte-americanos vão permanecer em São Tomé após a sua construção para assegurar que os “militares e civis” são-tomenses estarão qualificados para operar o sistema.

Essas fontes frisaram no entanto que a maior parte do pessoal envolvido na construção do sistema será civil e que após a sua construção o sistema será totalmente controlado por São Tomé e não pelos Estados Unidos.

A estrutura inclui um sistema de radar que pode fornecer informações sobre embarcações dentro de um raio de 25 quilómetros e antenas que podem detectar sinais emitidos por barcos de grande porte a uma distância máxima de 150 quilómetros.

As fontes no Pentágono disseram que sistemas idênticos poderão ser fornecidos a outros países da região e que os Estados Unidos estão a encorajar esses países a compartilharem informação sobre as actividades nas suas águas territoriais.

A decisão de doar o sistema a São Tomé foi discutida durante uma recente visita a Washington do Presidente Fradique de Menezes e confirma a crescente importância que São Tomé joga nos planos dos Estados Unidos para fortalecer a sua presença no Golfo da Guiné, zona considerada de crescente importância estratégica para os Estados Unidos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH