Macau introduz energias renováveis na distribuição de electricidade em 2007

16 October 2006

Macau, China, 16 Nov – O governo de Macau anunciou que no final do próximo ano vai introduzir energias renováveis na produção de electricidade e em 2008 alargar, gradualmente, o uso de gás natural, como combustível, aos transportes públicos.

O secretário para os Transportes e Obras Públicas, Ao Man Long, revelou na sexta-feira que o governo está em negociações com a Southern Power Grid Cooperation sobre a quantidade de energia a fornecer a Macau.

A Southern Power Grid Cooperation ganhou a concessão, por 15 anos para fornecer gás natural a Macau.

Ao Man Long disse ainda que com esta medida “vai conseguir-se melhorar a qualidade do ar” em Macau.

Em Julho, o consórcio constituído pela China Petroleum & Chemical Corporation e Companhia de Gás Natural de Macau, Limitada (Sinopec/Gás Natural de Macau) havia anunciado um investimento de 10 mil milhões de patacas na construção de um terminal de recepção de gás natural liquefeito (LNG).

O consórcio vai construir, numa ilha próxima de Macau, um terminal de recepção que inclui um terminal marítimo para os navios de LNG, um sistema de re-gasificação, gasodutos para o transporte de gás, equipamentos para o armazenamento e reserva, para além de outros, sendo a capacidade da primeira fase de dois milhões de toneladas (2MTPA) de LNG.

Até à conclusão da primeira fase do empreendimento, que se espera venha a demorar três anos, o consórcio garante o fornecimento de gás natural a Macau através de uma fonte no continente a fim de cumprir o plano de fornecimento de gás natural a Macau em 2007.

O governo de Macau considera que o terminal de recepção de gás natural liquefeito poderá servir como base fundamental para o desenvolvimento gradual em Macau da indústria de gás natural a nível regional.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH