Investimento directo estrangeiro em Portugal cai 1,6 por cento até Julho

19 October 2006

Lisboa, Portugal, 19 Out – O investimento directo estrangeiro (IDE) em Portugal desceu 1,6 por cento até Julho, face a igual período de 2005, para 14 mil milhões de euros, de acordo com dados do Ministério da Economia e da Inovação.

Os números do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia e da Inovação mostram que as indústrias transformadoras continuam a ser as que mais pesam na angariação de investimento, numa altura em que as actividades financeiras têm conseguido aumentar a sua importância no IDE.

A União Europeia voltou a ser a principal investidora em Portugal, com destaque para o Reino Unido, a França, a Alemanha e a Espanha.

Quanto ao investimento de Portugal no exterior, os dados mostram que houve uma quebra de 22,9 por cento até Julho, face ao período homólogo, para 2,27 mil milhões de euros, destinado sobretudo a actividades imobiliárias, alugueres e serviços às empresas e em países da Zona Euro.

Os principais países destino foram a Espanha, o Brasil, os EUA, o Reino Unido e a França. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH