Angola e Moçambique lideram crescimento económico em África – OCDE

20 October 2006

Lisboa, Portugal, 20 Out – Angola foi o país que mais cresceu em África entre os produtores de petróleo e Moçambique liderou entre os não produtores, de acordo com um relatório da OCDE divulgado quinta-feira.

O relatório “Perspectivas Económicas em África 2005-2006”, elaborado pelo Centro de Desenvolvimento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos, em colaboração com Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), indica que o Produto Interno Bruto (PIB) real em Angola cresceu 15,5 por cento em 2005, prevendo-se um crescimento de 26 por cento este ano e 20 por cento em 2007.

A exploração de petróleo, que representa mais de 50 por cento do PIB tem poucas ligações ao resto da economia, mas traduz-se em diversas oportunidades para o sector da construção e para “o ainda incipiente” sector dos serviços, de acordo com a OCDE.

Angola pode ainda beneficiar do ambiente externo, nomeadamente o elevado preço do petróleo, para avançar nos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, mas a OCDE adverte que isso “implica melhorias na transparência e no planeamento do desenvolvimento a longo prazo, bem como nos ambientes de negócios”.

O documento refere que apesar do crescimento económico verificado em África, o continente continua longe de conseguir alcançar os Objectivos do Milénio, definidos pela ONU em 2000, sendo o principal a redução da pobreza para metade até 2015.

Em relação aos países não produtores de petróleo, Moçambique foi o que mais cresceu, com uma taxa de 7,7 por cento no ano passado, prevendo-se 7,9 para este ano e 7,3 para 2007.

De acordo com o documento, que analisou 30 países africanos e cuja versão portuguesa foi quinta-feira apresentada em Lisboa, a actividade económica em África aumentou cerca de cinco por cento em 2005, esperando-se que cresça 5,8 este ano e 5,5 em 2007, embora os países exportadores de petróleo tenham superado substancialmente as outras economias.

Os 30 países analisados no relatório representam 86 por cento da população africana e 90 por cento da actividade económica do continente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH