4ª edição da Constrói Angola termina com balanço positivo

23 October 2006

Luanda, Angola, 23 Out – A 4ª edição da Constrói Angola – Feira de Construção Civil, Obras Públicas e Segurança, decorrida de 18 a 22 deste mês, em Luanda, gerou um volume de negócios estimado em 120 milhões de dólares, superando a edição passada em 20 milhões.

Durante os cinco dias, os 230 expositores de Angola, Portugal, Espanha, China, Brasil e Portugal, apresentaram produtos ligados à construção civil e segurança industrial e analisaram oportunidades de negócio tendo-se registado a assinatura formal de um acordo de cooperação entre duas empresas (Tilca e H3P).

Do leque de empresas, a brasileira Odebrecht foi distinguida com o prémio de melhor stand e participação, o organismo português de promoção do comércio externo ICEP como amelhor participação institucional, a empresa Cimaco na vertente de firmas de construção, a Fermat pelos equipamentos expostos, a AP Service na área de segurança, a Sonangol na área de serviços, e a Tandek pela inovação e tecnologia.

As empresas aproveitaram igualmente o evento para apresentarem produtos ou anunciarem projectos. A Sonangol Distribuidora realizou um seminário, no qual explicou as vantagens de utilização do gás canalizado em residências e edifícios, um serviço existente nas províncias de Luanda e Cabinda.

A Odebrecht apresentou o seu projecto de construção de um centro comercial na zona Sul de Luanda, com 400 lojas, restaurantes, cinemas, agências bancárias e de viagem, parque de estacionamento e de diversões, entre outras. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH