Macau vai dispor de metro ligeiro elevado a partir de 2010

24 October 2006

Macau, China, 24 Out – O governo de Macau apresentou segunda-feira uma proposta de metropolitano ligeiro em estrutura elevada que poderá entrar parcialmente em funcionamento em 2010 com custos de cerca de 4200 milhões de patacas (525 milhões de dólares).

A proposta, delineada quase dois anos depois de iniciados os estudos, foi apresentada pelo Gabinete para o Desenvolvimento de Infra-estrutura que em Novembro irá colocá-la em consulta pública durante quatro meses.

A primeira fase consistirá numa linha que tem início nas Portas do Cerco, a fronteira entre Macau e o continente chinês, e termina no Aeroporto Internacional, na ilha da Taipa, passando em pontos principais como o Terminal Marítimo, a zona da Barra, o Estádio de Macau e o Macau Dome, um pavilhão polidesportivo e centro de convenções.

Ao todo são 22 quilómetros com 22 estações, cada composição terá capacidade para cerca de 200 pessoas e inclui duas carruagens que percorrem toda a linha em 28 minutos com uma cadência que varia entre os três e os seis minutos.

Totalmente automáticos, os comboios vão funcionar cerca de 19 horas por dia e terão uma velocidade média de 33 quilómetros por hora prevendo-se também um custo de operação anual de cerca de 90 milhões de patacas.

Nas contas do gabinete governamental, o tempo necessário para construir totalmente a linha 1 do metropolitano é de quatro anos e os bilhetes variam entre três e quatro patacas, consoante o passageiro utilize o transporte apenas em Macau ou na Taipa ou efectue a passagem entre a península e a ilha da Taipa.

A proposta de um metropolitano ligeiro é feita numa altura em que o trânsito em Macau é cada vez mais intenso devido ao aumento do número de turistas e devido à abertura de novos espaços de entretenimento.

Macau tem actualmente uma área de 27,5 quilómetros quadrados e uma população de pouco mais de meio milhão de pessoas além de receber cerca de 60.000 visitantes diariamente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH