Angola ultrapassa África do Sul e torna-se o maior parceiro chinês em África

27 October 2006

Pequim, China, 27 Out – Angola ultrapassou a África do Sul e tornou-se o maior parceiro comercial da China em África, afirmou quinta-feira em Pequim o vice-ministro chinês do Comércio, adiantando que o comércio sino-angolano ultrapassará 10 mil milhões de dólares até ao final do ano.

De acordo com Wei Jianguo, nos primeiros nove meses de 2006, Angola registou trocas comerciais com a China em excesso de 9,3 mil milhões de dólares, a que se seguiu a África do Sul com 6,8 mil milhões de dólares.

O vice-ministro do Comércio chinês adiantou as informações sobre o comércio sino-angolano durante uma conferência de imprensa de apresentação da cimeira de chefes de estado e governo do Fórum de Cooperação Sino- Africano (FOCAC, na sigla em inglês) que decorre em Pequim entre 03 e 05 de Novembro e na qual, segundo a diplomacia chinesa, a delegação angolana será liderada pelo presidente José Eduardo dos Santos.

Nos primeiros nove meses do ano, de acordo com estatísticas do ministério chinês do Comércio, o comércio entre a China e África foi superior a 40 mil milhões de dólares, com as exportações chinesas ligeiramente superiores a 18,7 mil milhões de dólares e as exportações africanas a ultrapassar ligeiramente os 21,9 mil milhões de dólares.

Angola foi no primeiro semestre de 2006 o país que mais petróleo vendeu à China, que tem vindo a tentar diversificar os seus fornecedores petrolíferos, tentando afastar-se das regiões de produção onde a instabilidade política é maior, como o Médio Oriente.

Angola exportou para a China 94 milhões de barris de petróleo nos primeiros seis meses de 2006, ou 18,2 do por cento do total das importações petrolíferas chinesas no período, de acordo com as alfândegas da China.

A China é a segunda importadora e consumidora mundial de petróleo, atrás dos Estados Unidos, com o volume das importações petrolíferas chinesas a duplicar nos últimos cinco anos, devido ao crescimento económico médio anual de 8,9 por cento no mesmo período. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH