Banco Mundial vai continuar a apoiar desenvolvimento de Moçambique

6 November 2006

Maputo, Moçambique, 06 Nov – O Banco Mundial prometeu sábado continuar a apoiar as iniciativas de combate à pobreza em Moçambique, considerando que se trata de um “país de grandes conquistas e oportunidades”.

No final da sua visita a Moçambique, o director-geral do Banco Mundial, Juan Daboub, elogiou o desempenho e estabilidade alcançados por Moçambique desde o início da década de 1990 e apelou ao governo para fomentar o envolvimento do sector privado.

“Este tipo de dinamismo combinado com um mecanismo regulador correcto e um ambiente de negócios que atraia a participação do sector privado ajuda na criação de milhares de postos de emprego adicionais”, disse.

De entre os “progressos” alcançados pelo país, Daboub assinalou o fornecimento de serviços públicos como acesso a cuidados de saúde, educação, água e saneamento.

O director-geral do Banco Mundial reuniu-se com a primeira-ministra, Luísa Diogo, e com os ministros do Plano e Desenvolvimento, Finanças, Recursos Minerais, Energia, Transportes e Comunicações, Obras Públicas, Agricultura, Comércio e Industria, Educação e Cultura, Saúde e, ainda, com representantes do sector privado e da sociedade civil.

Daboub anunciou que até Junho de 2007 o Banco Mundial vai para financiar três operações de referência em Moçambique, contribuindo, nomeadamente, com 75 milhões de dólares para o Orçamento Geral do Estado, 32 milhões para o desenvolvimento da cidade de Maputo (projecto do Conselho Municipal) e outros 75 milhões de dólares para reabilitação e manutenção do sector de estradas e pontes. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH