Província de Guangdong com quase três milhões de empresas privadas

14 November 2006

Pequim, China, 14 Nov – A província de Guangdong, no sul da China, lidera a lista das províncias chinesas com o maior número de empresas de propriedade privada com 2,94 milhões, informou segunda-feira o jornal oficial chinês Diário do Povo.

Apesar da China ser nominalmente um país comunista e do sector estatal ter ainda um peso determinante ao nível das maiores empresas do país, na província de Guangdong as empresas de propriedade privada, de acordo com o jornal, têm vindo a crescer a um ritmo de cerca de 30 mil por mês.

Huang Huahua, governador da província, adjacente a Macau, afirmou que o crescimento do sector privado resulta do investimento do governo provincial no sector das pequenas e médias empresas.

A província investiu desde 2003 cerca de dois mil milhões de reminbi em subsídios e criação de instituições de apoio ao sector privado, disse Huang, citado pelo jornal chinês, órgão oficial do partido comunista da China.

Segundo dados do governo da província, as empresas privadas representam cerca de 40 por cento da produção de Guangdong.

Num estudo publicado recentemente, a Academia Chinesa das Ciências Sociais, o mais importante centro chinês de investigação, afirmava que na actualidade mais de metade do produto Interno Bruto (PIB) chinês é produzido por empresas privadas, valor que ultrapassará 75 por cento no final da década.

O estudo demonstra ainda que, entre 2000 e 2005, as empresas estatais despediram 15 milhões de trabalhadores, enquanto as empresas privadas criaram 57 milhões de postos de trabalho.

Apesar de representar cerca de 40 por cento do total das empresas chinesa, Pequim conta que um sector privado cada vez mais forte possa criar empregos suficientes para compensar os despedimentos causados pelas reestruturações no sector público. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH