Combustíveis são a principal importação de São Tomé e Príncipe

17 November 2006

São Tomé, São Tomé e Príncipe, 17 Nov – As autoridades de São Tomé e Príncipe gastaram 7,18 milhões de dólares na aquisição de combustíveis, o produto mais importado no primeiro semestre do ano, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE) do arquipélago.

Dados fornecidos pelo INE à Macauhub indicam que a importação de combustíveis, sobretudo gasolina, gasóleo e petróleo, representou 19,9 por cento das aquisições ao exterior de Janeiro a Junho, no valor de 38,12 milhões de dólares.

No primeiro semestre de 2005, as importações em combustíveis representaram 4,7 milhões de dólares.

Na lista de importações, a seguir aos combustíveis, surgem os produtos alimentares, agrícolas e maquinas e automóveis, com 15, 14, 13 e 9 por cento, respectivamente.

Angola é o maior fornecedor de combustíveis de São Tomé e Príncipe através da Sonangol sendo a compradora a empresa são-tomense Enco.

O maior consumidor no arquipélago é a Empresa Nacional de Água e Electricidade, que tem o monopólio da comercialização da energia eléctrica, numa produção sustentada em quase 80 por cento em combustíveis.

Nos últimos seis meses, o combustível tem provocado aumentos dos preços no consumidor no mercado são-tomense devido ao aumento dos preços nos mercados internacionais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH