Norte-americanos apoiam regresso da produção de arroz a Chokwé, Moçambique

20 November 2006

Maputo, Moçambique, 20 Nov – O distrito de Chokwé poderá voltar a ser o grande produtor de arroz de Moçambique com um programa de apoio financeiro aos produtores lançado em Setembro passado pelo governo, afirmava sábado o jornal Notícias, de Maputo.

Garantido por um crédito de dois milhões de dólares concedido pela Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), este programa centra-se na concessão de crédito a lavradores por parte das instituições bancárias envolvidas, o Millenium Bim e o BCI Fomento.

No âmbito dos primeiros créditos concedidos para o relançamento da cultura de arroz, estima-se que cerca de 35 a 40 por cento dos cinco mil hectares reservados para o programa tenham sido lavrados e que desses 25 por cento tenham sido semeados.

Dos 41 agricultores que se candidataram a este programa, alguns apenas foram aceites depois de negociações entre o governo, a USAID e as duas instituições bancárias para reavaliar os processos de candidatura.

Acontece que alguns dos agricultores tinham créditos malparados, outros dois ou mais créditos em aberto e outros ainda não por não apresentarem garantias de reembolso.

Mesmo com a intervenção do governo, existe alguma preocupação junto dos produtores de arroz de Chókwè, em resultado do atraso que se verifica no processo de desembolso dos fundos por parte das duas instituições bancárias que gerem a linha do crédito.

Os agricultores estão com medo de ficar ultrapassados na presente campanha, devido às chuvas que já começaram a cair, não permitindo a preparação dos campos, além da falta de matéria-prima. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH