Empresa marroquina adquire única cervejeira da Guiné-Bissau

29 November 2006

Bissau, Guiné-Bissau, 29 Nov – A empresa marroquina Africa Bottling Co. adquiriu a única cervejeira da Guiné-Bissau, a CICER, ao empresário português Cardoso e Cunha por 2 milhões de dólares, anunciou terça-feira em Bissau fonte da empresa.

Karim Omar, da empresa marroquina, disse à agência noticiosa portuguesa Lusa que as partes formalizaram a venda na presença do presidente da Guiné-Bissau, João Bernardo “Nino” Vieira.

O representante da empresa marroquina adiantou que os empresários do seu país estão a ser encorajados a investir na Guiné-Bissau não só pelas autoridades guineenses mas também pelo próprio rei Mohamed VI.

A empresa, que mudará do seu actual nome Companhia Industrial de Cervejas e Refrigerantes para Africa Bottling Co., passará a produzir refrigerantes, leite, iogurtes e gelados para crianças e água mineral devendo os novos produtos estar no mercado guineense no primeiro trimestre de 2007.

Fundada logo nos primeiros anos da independência da Guiné- Bissau, a CICER era das poucas unidades industriais a operar no país, com pouco mais de 90 trabalhadores locais.

Satisfeito com a resolução do problema da CICER, empresa que não operava desde 2001, data em que o empresário português decidiu sair do mercado guineense, o ministro do Comércio, Indústria e Artesanato, Pascoal Baticã, sublinhou a importância da reabilitação da unidade.

Para o ministro, o facto deve ser visto como “um balão de oxigénio” para e economia do país, mas também como a “melhor solução” para a CICER, lembrando que os trabalhadores que não forem absorvidos pelos novos donos da empresa, sobretudo os mais idosos, serão indemnizados. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH