Banco central de Moçambique preocupado com dependência total em relação ao petróleo

20 December 2006

Maputo, Moçambique, 21 Dez – O Governador do Banco de Moçambique, Ernesto Gove, mostrou-se quarta-feira em Maputo “preocupado com a total dependência de Moçambique” em relação ao petróleo importado.

Gove sublinhou que o país destina metade das suas exportações à compra de combustíveis líquidos, quando falava sobre o comportamento da economia moçambicana este ano e as perspectivas para 2006, por ocasião do encerramento do presente ano económico.

De acordo com o governador do banco central moçambicano, até Setembro deste anoa factura de combustíveis paga pelo Estado moçambicano foi de cerca de 300 milhões de dólares, contra 218 milhões de dólares registados em todo o ano de 2005.

“Esta cifra preocupa-nos, tendo em conta que as nossas exportações, retirando o efeito dos grandes projectos, são de apenas 600 milhões de dólares, ou seja, cerca de metade do que o país exporta destina-se a financiar a factura dos combustíveis”, enfatizou Ernesto Gove.

O balanço do Banco de Moçambique refere ainda que a economia moçambicana vai fechar este ano com um crescimento real de 7,9 por cento, influenciado pela construção, mineração, transportes, comunicações e agro-pecuário. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH