Erros cometidos por Portugal servem de lição a novos países da União Europeia

27 December 2006

Bruxelas, Bélgica, 28 Dez – Os erros cometidos por Portugal após a adesão à Zona Euro estão a servir de guia aos novos países-membros sobre o que não fazer, de acordo com um texto publicado pela Comissão Europeia.

“Explosão e recessão em Portugal: lições para os novos membros do euro” é o título do artigo, publicado pela Direcção-Geral de Economia e Finanças da Comissão Europeia, onde estão sistematizados os erros cometidos por Portugal imediatamente a seguir à entrada na união económica e monetária em 1999.

O autor do trabalho, Orlando Abreu, considera oportuno lembrar aos novos países que vão entrar na Zona Euro o caso português, de como os erros de condução de política fizeram com que à fase da bonança se seguisse a recessão de 2002 e um período de baixas taxas de crescimento, perda de competitividade, défices excessivos, elevadas taxas de endividamento das famílias e da economia em geral.

A primeira das cinco lições a tirar do caso português é que em caso de forte crescimento da procura interna é necessário seguir uma política orçamental restritiva.

Outras lições são manter controlado o crescimento dos salários, especialmente se a taxa de desemprego se reduzir e apertar a supervisão
prudente sobre os mercados financeiros para incentivar uma política de crédito responsável.

Alguns dos 10 países que aderiram à União Europeia estão actualmente a atravessar uma etapa de crescimento económico e de “dieta” orçamental semelhante à que Portugal cumpriu quando se preparava para entrar na União. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH