Couro representa mais de metade das vendas brasileiras para Macau

2 January 2007

São Paulo, Brasil, 02 Jan – Os embarques de couro representaram 55 por cento dos 510 mil dólares que o Brasil vendeu para Macau entre Janeiro e Novembro de 2006, de acordo com dados do Ministério de Comércio Exterior do Brasil.

“O mercado asiático é extremamente importante para a indústria de couro do Brasil”, disse à Macauhub Luiz Augusto Bittencourt, diretor-executivo do Centro das Indústrias de Curtume do Brasil (CICB).

“Macau, pela sua localização e pelo idioma, possui enorme potencial para facilitar o comércio de couro com o Brasil. O CICB está a elaborar acções estratégicas para 2007 e, certamente, Macau fará parte desse planeamento”, revelou Bittencourt.

Em 2005, a Ásia absorveu quase metade das vendas brasileiras de couro. A China (China continental mais Hong Kong) comprou 484 milhões de dólares ou 35 por cento dos embarques brasileiros do produto, ano em que Macau não comprou couro ao Brasil.

Os números de 2006 não estão fechados, mas, de acordo com o CICB, a fatia da China (China continental, Macau e Hong Kong) deverá subir para 37 por cento das exportaçõs brasileiras de couro.

Dados consolidados do Ministério brasileiro do Comércio Exterior mostram que, nos primeiros 11 meses de 2006, Macau importou 281 mil dólares em couro brasileiro.

O segundo produto na lista das vendas brasileiras para aquele território é o café em grão. O valor, porém, é bastante inferior ao do couro: de Janeiro a Novembro do ano passado (2006), Macau comprou 38 mil dólares em cafés do Brasil.

Outros dois produtos superaram os 30 mil dólares nas vendas brasileiras para Macau no período: quartzo (36 mil) e transformadores eléctricos (35 mil).

Na comparação entre os primeiros 11 meses de 2006 e o mesmo período de 2005, as exportações totais do Brasil para Macau cresceram 44 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH