Investimentos em exploração petrolífera em Angola cresceram 37 por cento em 2006

8 January 2007

Luanda, Angola, 08 Jan – Os investimentos na área de exploração petrolífera, realizados em Angola em 2006, atingiram cerca de 10 mil milhões de dólares, um acréscimo homólogo de aproximadamente 37 por cento, afirmou sexta-feira em Luanda o ministro dos Petróleos, Desidério Costa.

De acordo com a agência noticiosa angolana Angop, ao falar na cerimónia de apresentação de cumprimentos de Ano Novo aos representantes das companhias petrolíferas, Costa acrescentou que em 2006 a produção atingiu 1,4 milhões de barris por dia.

Com a entrada em produção do Campo Dália, no Bloco 17, em Dezembro último, e de outros projectos a serem implementados este ano, o governante prevê que a produção do crude no país, no final de 2007, chegue aos dois milhões de barris/dia.

Referiu que Angola, através da concessionária nacional, Sonangol, exportou até ao final do terceiro trimestre de 2006, aproximadamente 129 milhões de barris de petróleo bruto, ao preço médio ponderado de 63 dólares por barril.

O ministro referiu-se a outros investimentos em curso, nomeadamente para a implementação dos projectos Angola LNG (gás liquefeito) e a construção da nova refinaria no Lobito, este último tem em curso a preparação da respectiva legislação.

A implementação do projecto Angola LNG, de acordo com o governante, dará ao país a possibilidade de parar com a queima de uma parte considerável de gás, que passará a ser tratado, armazenado e vendido, a partir de uma unidade de liquefação a construir no município do Soyo, província do Zaire. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH