Construtora Somague pretende parceiro chinês para o sector do Ambiente

9 January 2007

Lisboa, Portugal, 09 Jan – A construtora portuguesa Somague, do grupo espanhol Sacyr Vallehermoso, vai aproveitar a deslocação à China na comitiva empresarial que acompanha o primeiro-ministro para contactos com potenciais parceiros chineses, nomeadamente para o sector do Ambiente.

Nuno Ribeiro da Silva, administrador da Somague Ambiente, adiantou à agência noticiosa portuguesa Lusa, após um encontro entre os empresários que se deslocam à China e o Governo português, que “a aposta” no mercado chinês “não é na construção clássica”, para o que falta dimensão à empresa, mas em áreas onde tenha “know-how específico”, trabalhando com parceiros locais.

A Somague, que actua em Macau na gestão de resíduos, águas e gestão aeroportuária, está interessada numa presença continental sobretudo concorrendo “à gestão de algumas infra-estruturas específicas”, como estádios, numa altura em que a China se prepara para os Jogos Olímpicos, em 2008.

Outra oportunidade para a qual a Somague está a olhar na China é o ambiente, numa altura em que no país asiático “estão a aparecer os efeitos da rápida industrialização” ao nível da poluição, referiu ainda.

“O Governo [chinês] está a querer desenvolver projectos na área ambiental, é uma oportunidade para aproveitar o nosso know-how nestas áreas”, afirmou à Lusa.

Para Ribeiro da Silva, a Somague “vai precisar de parceiros” e “têm obrigatoriamente de ser da China”, pelo conhecimento específico que a abordagem a este mercado exige. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH