Empresa chinesa vai construir ponte da Moamba em Moçambique

16 January 2007

Maputo, Moçambique, 16 Jan – A empresa China Hennan International Cooperation Group (CHICO) assinou segunda-feira com o governo de Moçambique um contrato para construir a ponte da Moamba, sobre o rio Incomáti, num projecto orçado em cerca de oito milhões de dólares.

A ponte terá 300 metros de comprimento e demorará 18 meses a ser construída.

A ponte da Moamba foi destruída aquando das cheias de 2000, passando a condicionar grandemente a ligação rodoviária entre a vila-sede do distrito da Moamba e a localidade de Sábiè, considerado celeiro agrícola da província do Maputo.

Desde a destruição da ponte original, as autoridades adoptaram uma alternativa que consistiu na colocação de uma ponte metálica que ainda hoje serve de alternativa para a travessia, estrutura que, entretanto, é removida sempre que o rio Incomáti aumenta de nível.

A Moamba é um dos distritos da província de Maputo, a mais a Sul de Moçambique, fazendo fronteira com a África do Sul e a Suazilândia.

A CHICO, uma das maiores empresas chinesas de construção que actua no estrangeiro, opera em mais de 20 países da Ásia e África, entre eles Moçambique e Angola.

O governo de Moçambique anunciou a semana passada que a CHICO entrou na fase final dos trabalhos de reconstrução da estrada de 154 quilómetros entre Muxungue, na província de Sofala e Inchope, em Manica no percurso entre o norte e o sul de Moçambique.

A obra, avaliada em 3,7 milhões de dólares, iniciou-se em Novembro de 2004 e deveria ter terminado em Março de 2006 mas fortes chuvadas levaram ao prolongamento dos trabalhos.

A Chico está também a reabilitar 20 quilómetros de extensão da EN6, nos troços Mutua/Tica e Nhamatanda/Inchope, considerados os mais críticos daquela via que liga a cidade da Beira à vila fronteiriça de Machipanda, na província de Manica.(macauhub)

MACAUHUB FRENCH