Comércio bilateral Brasil-Angola aumenta 150 por cento em 2006

19 January 2007

São Paulo, Brasil, 19 Jan – O comércio entre o Brasil e Angola aumentou 150 por cento em 2006 para 1.300 milhões de dólares, com destaque para o petróleo angolano, de acordo com dados divulgados hoje pelo Ministério brasileiro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Em 2005, as exportações de Angola para o mercado brasileiro limitaram-se ao alumínio e somaram apenas 120 mil dólares. No ano passado, o Brasil tornou-se importador do petróleo angolano, tendo comprado 464,3 milhões de dólares.

No total, as importações brasileiras daquele país africano ficaram em 464,4 milhões de dólares em 2006, quase quatro mil vezes mais do que no ano anterior.

No outro sentido da corrente de comércio, as exportações do Brasil para Angola aumentaram 61 por cento, para 838 milhões de dólares, relativamente aos 520 milhões contabilizados pelo Ministério brasileiro em 2005.

Com a alta nas vendas brasileiras, o saldo foi positivo para o Brasil (371,6 milhões de dólares), apesar das elevadas compras do petróleo angolano realizadas no ano passado.

As vendas brasileiras para Angola em 2006 foram impulsionadas principalmente por veículos, açúcar e peças e componentes eléctricos, com os veículos, com os primeiros a representaram 126 milhões de dólares, mais 64 por cento do que um ano antes.

Na compra do açúcar brasileiro, os angolanos desembolsaram 95 milhões de dólares no ano passado, 59 por cento mais do que um ano antes.

As peças e componentes eléctricos brasileiros tiveram avanço ainda mais expressivo no mercado angolano, de 182 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH