Japão financia construção de cinco pontes e combate à malária em Moçambique

24 January 2007

Maputo, Moçambique, 24 Jan – O governo japonês vai conceder 4 milhões de dólares para a construção de cinco pontes nas províncias moçambicanas de Zambézia e Tete e vai ainda financiar um projecto de combate à malária.

O anúncio foi feito terça-feira pela embaixada japonesa em Maputo no âmbito da visita que o Presidente moçambicano, Armando Guebuza, realiza desde domingo ao Japão.

Ao abrigo do acordo assinado, em cerimónia presidida por Armando Guebuza e pelo primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, o Japão vai financiar a reabilitação de cinco pontes na Zambézia e Tete, que contribuirão para permitir a circulação rodoviária de 550 mil habitantes residentes ao longo das estradas daquelas regiões.

Paralelamente, o Governo de Tóquio comprometeu-se a apoiar o combate à malária, fornecendo 605 mil redes mosquiteiras, que irão chegar a 1,2 milhões de habitantes das províncias de Inhambane (sul), Manica e Sofala (centro) e Cabo Delgado e Nampula (norte), com prioridade para mulheres grávidas e crianças com menos de cinco anos.

Na sua deslocação ao Japão, que termina quarta-feira, o Chefe de Estado moçambicano convidou as empresas japonesas a investirem em Moçambique, convidando-as a participarem no concurso internacional, a ter lugar este ano, para licenciamento da pesquisa e exploração de petróleo e gás natural no país.

Moçambique dispõe de reservas comprovadas de cerca de 3,5 triliões de pés cúbicos de gás natural na província de Inhambane, a que se somam oportunidades noutras regiões para a prospecção e exploração de petróleo e carvão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH