Fundo de Energia de Moçambique pretende instalar 2.500 sistemas de energia solar

25 January 2007

Maputo, Moçambique, 25 Jan – O Fundo de Energia de Moçambique (Funae) pretende instalar 2.500 sistemas de energia solar até ao final de Junho nas províncias de Inhambane e Sofala, afirmou terça-feira em Maputo Miquilina Menezes, presidente do Conselho de Administração do Fundo.

Para este projecto de electrificação rural com energias renováveis, que inclui a colocação de sistemas de energia solar em 300 escolas e igual número de postos de saúde, o Banco Mundial contribui com 2 milhões de dólares.

Ao usar da palavra durante um seminário subordinado ao tema “Envolvimento do sector privado nos programas de electrificação rural baseados em energias renováveis”, Miquilina Menezes afirmou que a capacidade de Moçambique em aproveitar a energia solar é muito maior do que a de algunns países que levaram a cabo com sucesso projectos semelhantes.

“Temos muitos dias de sol, temos rios, temos biomassa, temos todas as condições em termos de energias renováveis para levar a cabo os projectos de electrificação rural”, acentou a presidente do Conselho de Administração do Funae.

Miquilina Menezes deu como exemplos dos benefícios da introdução de energia eléctrica nas zonas rurais a introdução de cursos nocturnos nas escolas e a realização de pequenas intervenções médicas que necessitam de energia eléctrica com os doentes a não precisarem de ir aos hospitais distritais ou provinciais. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH