Governo angolano aprova construção da rede de energia Capanda-Lucala-Luanda

26 January 2007

Luanda, Angola, 26 Jan – O Governo de Angola aprovou quarta-feira, em Luanda, o projecto de construção da linha de transporte de energia eléctrica Capanda-Lucala-Luanda e o conjunto de infra-estruturas que o integra.

As obras serão da responsabilidade de um consórcio formado pelas empresas brasileira Odebrecht e espanholas Elencor e Isolux.

As obras prolongar-se-ão por 15 meses a partir do início da empreitada.

O consórcio KSU, constituído pelas empresas Koloma, Soarpro e Uniconsult, vai ser o responsável pela prestação de serviços de assistência técnica e fiscalização.

O governo aprovou igualmente o projecto Angola LNG, que fixa o processamento de gás natural, a produção e comercialização de gás em estado líquido e dos produtos liquefeitos extraídos do gás ou produzidos em associação, nomeadamente o gás etano, propano, butano e condensado.

O referido projecto conglomera um conjunto de actividades integradas de utilização de gás produzido nas concessões petrolíferas e irá contribuir para a melhoria do ambiente em virtude da diminuição da queima regular do gás.

O projecto permitirá dará também uma contribuição positiva ao crescimento económico de Angola ao criar mais postos de trabalho, gerar mais receitas fiscais, disponibilizar gás natural para a implementação de projectos de índole industrial e aumentar de fornecimento de energia.

No âmbito deste projecto, o Governo de Angola aprovou igualmente o contrato de prestação de serviços entre a Sonangol e a Angola LNG Limited, para as áreas de Enguia Norte, Quiluma e Atum-Polvo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH