Eléctrica de Macau vai construir quarta ligação à China continental

6 February 2007

Macau, China, 06 Fev – A Companhia de Electricidade de Macau (CEM) vai iniciar este ano a construção de uma quarta ligação à província de Guangdong que permitirá quase duplicar a actual capacidade de importação de energia eléctrica, afirmou segunda-feira em Macau o administrador-executivo da empresa, Vaz Marcelino.

Vaz Marcelino adiantou, num encontro com jornalistas, que depois de em 2006 a empresa ter importado da China continental 37 por cento da energia eléctrica comercializada este ano essa importação deverá atingir 45 por cento.

Em 2006, a CEM investiu 535 milhões de patacas devendo este ano, de acordo com o administrador-executivo, os investimentos ultrapassarem 600 milhões de patacas, embora o orçamento para 2007 não esteja ainda aprovado.

O responsável da CEM disse que a empresa está a construir uma subestação na zona de aterros entre as ilhas da Taipa e de Coloane – onde estão a ser desenvolvidos os novos empreendimentos turísticos – com a terceira interligação com o continente chinês a começar a funcionar em Maio próximo.

A CEM fechou o ano com lucros inferiores aos 423,1 milhões de patacas apurados em 2005 com vendas de 3,1 mil milhões de patacas.

A CEM foi criada em 1972 para fornecer, de forma fiável, energia eléctrica a Macau e é actualmente controlada por um grupo sino-português liderado pela EDP – Energias de Portugal e por um grupo sino-francês, ambos com 42 por cento do capital da empresa.

A China Power Incorporated, que detém 6 por cento, o Governo de Macau com 7,8 por cento e pequenos investidores que representam 2,2 por cento do capital são também accionistas da empresa. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH