Banco de Poupança e Crédito lidera sindicato bancário para financiar projecto habitacional

12 February 2007

Luanda, Angola, 12 Fev – O Banco de Poupança e Crédito (BPC) vai liderar um sindicato de bancos comerciais angolanos para financiar a segunda fase do projecto habitacional “Nova Vida” no montante de 12,6 mil milhões de kwanzas (157 milhões de dólares).

De acordo com um comunicado do Ministério das Finanças, citado pela agência noticiosa angolana Angop, o governo angolano mandatou o BPC para agir como seu consultor financeiro na estruturação, montagem e intermediação da referida operação financeira.

O valor a ser financiado abrange o custo das infra-estruturas, superestruturas, estudos e projectos para a construção de 1.862 habitações, numa área de 216 mil metros quadrados, além de terrenos destinados a actividades comerciais, numa área de 271 mil metros quadrados.

Do total das habitações, 372 unidades ou 20 por cento serão vendidas a funcionários públicos na modalidade de “renda resolúvel”, ou seja, mediante o pagamento de rendas periódicas durante um período de 20 anos.

Investido na qualidade de consultor do Ministério das Finanças, o BPC convidou todas as instituições financeiras operadoras do mercado financeiro angolano a participarem no referido projecto.

Nesse âmbito, os bancos do sindicato assumiram o compromisso em tomar firme 80 por cento do montante total da emissão, cabendo 30 por cento ao BPC, na qualidade de agente da operação e 25 por cento cada aos bancos de Fomento de Angola (BFA) e Totta de Angola, na qualidade de co-líderes.

Os 20 por cento remanescentes foram subscritos por cinco outros Bancos (BAI, SOL, Millenium, BPA e BRK), com destaque para o BAI, com 11,8 por cento da emissão.

Localizado em Luanda Sul, a oito quilómetros do centro de Luanda, o projecto Nova Vida é um projecto governamental iniciado em 2001 com capacidade para alojar 20 mil pessoas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH