Banco Mundial assinala progressos no combate à pobreza em Moçambique

22 February 2007

Maputo, Moçambique, 22 Fev – Moçambique é dos poucos países africanos que está a conseguir reduzir a percentagem de pobres, podendo cumprir integralmente os Objectivos das Nações Unidas, que preconizam a redução da pobreza para metade até 2015, admitiu segunda-feira o Banco Mundial.

O relatório do Banco Mundial sobre os “Indicadores do Desenvolvimento Africano 2006”, divulgado em Maputo, refere que o índice da pobreza em Moçambique baixou de 70 por cento, em 1997, para 54 por cento, em 2003.

A segunda fase do Plano de Acção para a Redução da Pobreza (PARPA-II) em Moçambique prevê a redução da pobreza até 45 por cento em 2009, estimando a estabilização da inflação na faixa de um dígito.

Em 2005, a África sub-saariana registou um crescimento económico de 5,3 por cento, contra 4 por cento no ano anterior, o dobro do que registou na década de 90, quando o crescimento económico médio anual foi de 2,4 por cento, destaca o documento do Banco Mundial.

Aquela publicação anual do Banco Mundial retrata um continente africano diverso com vários países a registarem um progresso notável, outros estagnados e alguns deles seriamente atrasados.

O Zimbabué foi o único país africano que registou em 2004 uma taxa de crescimento económico negativa, de menos 2,4 por cento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH