Brasileira Odebrecht recupera estrada Cacuso- Kapanda em Angola

27 February 2007

Luanda, Angola, 27 Fev – A companhia brasileira Odebrecht assinou com o governo angolano um contrato destinado a reabilitar e asfaltar os 70 quilómetros de estrada que ligam Cacuso a Kapanda, na província de Malanje, soube hoje a Macauhub.

Os trabalhos avaliados em 39,4 milhões de dólares vão permitir o acesso ao projecto hidroeléctrico de Kapanda e contribuir para o desenvolvimento económico daquela província do norte-centro de Angola.

A adjudicação da obra foi feita este mês tendo o contrato sido assinado entre a empresa brasileira e o Instituto Nacional de Estradas de Angola (INEA).

A Odebrecht, que actua em Angola há 23 anos, emprega mais de 13 mil pessoas das quais apenas 500 são brasileiras.

A empresa brasileira possui a maior parte da sua actividade ligada à construção, nomeadamente da barragem de Kapanda, em Malanje, nas obras de saneamento de Luanda, na construção do Centro Industrial de Viana e ainda na construção da auto-estrada entre Viana e Calomboloca.

Em Benguela a Odebrecht está envolvida na regularização dos rios Coporolo, Cavaco e Catumbela e participa igualmente no projecto Águas de Benguela que vai beneficiar quatro milhões de pessoas.

A Odebrecht está igualmente ligada à exploração de diamantes, com uma operação que emprega 4.000 pessoas, sendo accionista das empresas angolanos SDM e Sociedade Mineira de Catoca.

No sector da imobiliária lançou em 2006 três grandes empreendimentos: Belas Shopping, o conjunto residencial Belas Business Park e o condominio Riviera Atlântico. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH