Empresa Aeroportos de Moçambique precisa de 170 milhões de dólares

27 February 2007

Maputo, Moçambique, 27 Fev – A empresa pública Aeroportos de Moçambique (ADM) precisa de 170 milhões de dólares para aplicar o seu plano trienal de desenvolvimento e melhorar as infra-estruturas em todos os aeroportos do país, afirmou segunda-feira em Maputo o presidente da empresa.

Desse montante, a ADM tem apenas promessas para 21 milhões de dólares por parte da Agência dinamarquesa para o Desenvolvimento Internacional (Danida) para projectos em aeroportos da região central de Moçambique.

No decurso de encontro em Maputo para apresentar o balanço das actividades da empresa durante 2006, Diodino Cambeza adiantou que a ADM está a investir 2 milhões de dólares no aeroporto de Vilanculos embora sejam necessários mais 10 milhões para mais obras neste aeroporto.

De acordo com Cambeza, a ADM está a negociar com a banca comercial a concessão de um empréstimo de 70 milhões de dólares para modernizar e expandir o aeroporto internacional de Maputo.

Embora estes e outros fundos ainda não estejam disponíveis, Cambeza está convicto de que as obras terão início no primeiro semestre de 2007, uma vez tratarem-se de projectos a três anos que “têm de estar concluídos em 2009”.

Citado pela agência noticiosa moçambicana AIM, o presidente da ADM disse ainda que o aeroporto de Pemba, capital da província de Cabo Delgado, é outra infra-estrutura que necessita de obras, estimadas em 60 milhões de dólares.

A Aeroportos de Moçambique gere 19 aeroportos em todo o país. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH