Banco angolano VTB-África tem capacidade para financiar projectos até mil milhões de dólares

2 March 2007

Luanda, Angola, 02 Mar – O Banco VBT-África poderá financiar projectos até mil milhões de dólares sem a constituição de um sindicato bancário, disse quinta-feira em Luanda a sua administradora executiva, Maria de Matos Figueiredo.

Em declarações à agência noticiosa angolana Angop, Maria de Matos Figueiredo disse que o banco, que quinta-feira iniciou as suas operações, terá capacidade de financiar projectos com este valor, uma vez o VBT-África é uma sucursal do segundo maior banco russo, ao qual poderão recorrer sempre que necessário para a mobilização de verbas.

Com um capital social avaliado em 10 milhões de dólares norte-americano, dos quais 66 por cento russo e 34 angolano, o banco poderá financiar grandes projectos voltados aos sectores dos petróleos, diamantes, electricidade, telecomunicações, obras públicas, entre outros.

Apesar de ainda não terem iniciado as suas actividades, receberam mais de 100 projectos que estão em análise, cujos custos variam entre os 10 milhões e os 250 milhões de dólares.

No tocante à sua expansão para outros países de África, o banco poderá, até ao final deste ano, contar com uma representação na Namíbia, posteriomente na RD Congo e em São Tomé e Príncipe.

O VBT-África, banco de direito angolano, pertence a um grupo (o segundo maior banco russo e dos cem maiores do mundo) e está presente em 12 países, entre os quais Inglaterra, China, Ucrânia, Vietname, Áustria e Suíça.

A constituição do Banco VTB-África foi formalmente autorizada pelo Governo em Conselho de Ministros, em 25 de Outubro de 2006. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH