Comércio entre o Brasil e a China aumenta 46 por cento em Fevereiro

6 March 2007

São Paulo, Brasil, 06 Fev – O comércio bilateral China-Brasil cresceu 45,8 por cento em Fevereiro de 2007 em termos homólogos e atingiu 1,248 mil milhões de dólares, de acordo com dados do Ministério do Comércio Exterior do Brasil.

O aumento foi registrado nos dois lados da balança: houve aumento tanto nas vendas do Brasil para a China (44,4 por cento, para 546 milhões de dólares) quanto da China para o Brasil (46,9 por cento, para 702 milhões de dólares).

O aumento nas exportações brasileiras foi impulsionado por minérios, produtos siderúrgicos, couros e peles, máquinas e equipamentos e soja em grãos, de acordo com o ministério.

Os chineses foram o terceiro parceiro comercial do Brasil tanto nas exportações quanto nas importações — nos dois casos, os Estados Unidos e a Argentina ficaram, respectivamente, em primeiro e segundo lugar.

Os brasileiros venderam 1,795 mil milhões de dólares para os norte-americanos e 887 milhões de dólares para os argentinos e compraram 1,248 mil milhões e 713 milhões de dólares, respectivamente.

Considerando o acumulado nos dois primeiros meses do ano, a China foi o segundo maior fornecedor ao Brasil, com 1,494 mil milhões de dólares, enquanto a Argentina ficou em terceiro, com 1,385 mil milhões de dólares. Os EUA, na liderança, venderam 2,6 mil milhões de dólares.

Do lado das exportações, a China foi o terceiro parceiro no acumulado do ano — comprou 1,104 mil milhões de dólares. Os Estados Unidos foram os principais compradores de produtos brasileiros com 3,5 mil milhões de dólares e a Argentina, com 1,7 mil milhões de dólares, ficou em segundo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH