Sistema de bilhetes dos transportes de Luanda montado pelas empresas portuguesas Logistel e Novabase

7 March 2007

Lisboa, Portugal, 07 Mar – As empresas portuguesas Novabase e Logistel ganharam o concurso para estudo e implementação do novo sistema de bilhetes dos transportes de Luanda, capital de Angola, a concluir até final do ano, afirmou terça-feira em Lisboa o presidente da Logistel.

Em declarações à agência noticiosa portuguesa Lusa, Manuel Caetano disse que o sistema, que tem como cliente o governo provincial de Luanda, será compatível entre os vários operadores rodoviários e com os transportes ferroviários suburbanos.

Poderá ainda ser alargado ao metropolitano e transportes marítimos, quando existirem na capital angolana, cuja população ronda actualmente quatro milhões de pessoas.

O contrato, de 4 milhões de dólares, prevê a implementação do sistema no centro de Luanda, mas poderá ser ampliado aos arredores.

Este é o primeiro projecto do género para a Logistel – empresa participada pelo Instituto Superior de Gestão, grupo Barraqueiro, Linhas Aéreas de Angola – TAAG e alguns accionistas em nome individual.

Neste negócio, a Novabase fornece o “know how” técnico e os equipamentos.

A Logistel está actualmente à espera do resultado do concurso para o contrato de estudo e implementação do sistema de gestão de tráfego de Luanda, no qual entrou em parceria com a empresa portuguesa Efacec. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH